__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"eb2ec":{"name":"Main Accent","parent":-1}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default","value":{"colors":{"eb2ec":{"val":"var(--tcb-skin-color-4)","hsl":{"h":206,"s":0.2727,"l":0.01,"a":1}}},"gradients":[]},"original":{"colors":{"eb2ec":{"val":"rgb(57, 163, 209)","hsl":{"h":198,"s":0.62,"l":0.52,"a":1}}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__

Meditação

Acostume seu corpo a um ritual diário de meditação. Acorde mais cedo um pouquinho, beba um copo de água natural com limão, vá ao banheiro e sente-se confortavelmente. Coluna ereta, pescoço alinhado, na posição que preferir, de lótus, de joelhos, sentada sob as pernas, ou, com os pés paralelos para a meditação. A meditação é de máxima importância nesse processo de autoconhecimento. Vamos entender os exercícios de plenitude da mente. Você precisa estar em um local calmo, estar confortável para permanecer na mesma posição, respirar pelo abdome com plenos pulmões e manter o foco da atenção durante a meditação. Assim, chega-se a uma incrível intensa paz interior e entendimento de si mesmo.

Imagine que exista uma rosa na sua vagina. Na inspiração, encha o abdome de ar e sinta como se o ar empurrasse a pelve para baixo. Visualize, neste momento, a rosa se abrindo. Ao expelir o ar, imagine todo esse movimento ao contrário e a rosa se fechando em botão. A vagina se contrai.

Faça uma série de 5 respirações abdominais, visualize o abrir e fechar da rosa e alongue-se soltando o pescoço e os ombros. Saber respirar é fundamental para que os exercícios de pompoar sejam executados corretamente.

A arte do pompoar se faz com a disciplina da prática do físico e do mental.

Ao respirar pelo abdome, caso aconteça uma leve vertigem, não force o organismo. Tudo deve ser natural. O organismo está reaprendendo essa nova forma de se encher e de se esvaziar de ar.

Não tenha pressa e vá devagar.

Com a repetição dos exercícios respiratórios, o organismo opta, de forma natural, pelo padrão da respiração abdominal e isso se torna uma constante.

Passe a respirar com maior consciência pelo abdome em situações de tensão. Você vai ver que é possível manter a calma, mesmo durante intenso estresse.

Voltamos à meditação da rosa

Relaxe conscientemente todos os músculos de seu corpo, sinta-se solta.

Evite pensar no cotidiano, apenas tenha consciência corporal. Pense na sua vagina, como se ela fosse uma rosa que se abre e que se fecha.

Inspire profundamente, preencha de ar toda a cavidade abdominal até que os pulmões fiquem totalmente cheios.

Naturalmente, as vísceras serão levemente empurradas para baixo. Nesse momento a vagina se abre e, então, visualize uma rosa se abrindo.

Quando expirar, faça-o bem lentamente, soltando o ar pela boca, recolhendo o abdome para dentro como se fosse encostá-lo nas costas.

Durante todo esse processo visualize a rosa, na região da vagina. Ela se fecha até se tornar um botão.

Faça esse momento de respiração e de visualização mental durante 15 minutos, diariamente. Depois disso aquiete a mente por 5 minutos. Aumente o tempo na medida do seu progresso.

Esta é uma excelente forma de meditar. A rosa que se abre e se fecha permite a conexão da mulher com seu canal vaginal e a respiração relaxa e ainda serve de transporte para os recantos sutis da mente.

Esse exercício mental deve ser repetido sempre que possível. Lembre-se de que no início você vai demorar um pouco para relaxar, os pensamentos intrusos vão insistir em invadir a mente. Deixe que eles se manifestem. Volte a consciência para a respiração e os pensamentos se vão.

Dessa forma vem a autorregulação e logo o relaxamento profundo será atingido em menos de um minuto.